sábado, 4 de outubro de 2008

A SABEDORIA QUE EMANA DA CRUZ DE CRISTO-I

I-A CRUZ E A FORÇA DA SALVAÇÃO

A cruz de Jesus Cristo é uma fonte de Sabedoria que ilumina o mistério de Deus, de Jesus Cristo e do Homem.

No alto da cruz, Jesus garantiu ao Bom Ladrão que nesse mesmo momento ia abrir o Paraíso fechado pelo pecado de Adão (Lc 23, 43).

A cruz de Jesus fala-nos do acontecimento da morte e ressurreição de Jesus graças ao qual a Humanidade deu um salto de qualidade:

O véu do templo rasgou-se de alto a baixo (Mt 27, 51). Com este relato, os evangelistas querem dizer que a Humanidade tem acesso directo a Deus.

Na verdade, o véu do templo era um cortinado que separava o Santo dos Santos, isto é, o lugar da presença de Deus, da parte onde estavam os fiéis.

Só o sumo-sacerdote entrava no Santos dos Santos para comunicar com Deus. Agora todos têm acesso a Deus como membros da família divina: Filhos em relação a Deus Pai e irmãos em relação Filho de Deus (Rm 8, 14-17).

Foi na cruz que teve início a divinização do homem. Este acontecimento, diz São Paulo, representa a plenitude dos tempos, isto é, a fase dos acabamentos o ser humano é incorporado na Família de Deus e clamar: “Abba ó papá” (Gal 4, 4-7).

Foi no momento da morte e ressurreição de Jesus sobre a cruz que os túmulos começam a abrir-se e os justos a ressuscitar com Cristo (Mt 27, 52).

Este relato quer dizer que foi na da cruz de Cristo que teve início a ressurreição da Humanidade.
Se Cristo é o Novo Adão, isto é, a cabeça da Nova Humanidade, não tinha sentido ressuscitar a cabeça e o corpo não.

De facto, diz São Paulo, nós somos corpo de Jesus Cristo e seus membros, cada qual com sua função (1 Cor 12, 27).

EmComunhão convosco
Calmeiro Matias

1 comentário:

Rui Pedro disse...

É bem verdade que a Cruz, sinal profético de entrega e fidelidade de Jesus, revela uma Páscoa que ilumina toda a história com Sabedoria!
Um grande abraço!